Mensagens/Março de 2011

Domingo, 06 de Março de 2011 (Culto Matutino)

Sinais de uma Igreja Modelo

Almir Aparecido Salles

I Tessalonicenses 1:1-10

Neste texto encontramos Paulo orando pela igreja, depois da saudação inicial. Tessalônica era uma cidade portuária muito importante na época. Provavelmente contando com cerca de 200 mil habitantes, era a maior cidade da Macedônia e a capital da província. Paulo e Silas estiveram lá em sua segunda viagem missionária (Atos 17.1-9). Parece que os que creram e formaram essa igreja, estavam, de fato, firmados na verdade. A tal ponto de Paulo mencionar que sempre se lembrava deles. Na verdade, Paulo diz que agradecia a Deus, destacando algumas virtudes que ele via nessa igreja. Vamos chamar essas virtudes de sinais. Esses sinais eram tão evidenciados pela igreja que lhes dava a condição de serem modelo pelos demais irmãos da Macedônia e Acaia (v. 7). Quais seriam esses sinais? Olhando para o versículo três, vemos os três sinais que Paulo destaca:

I. Fé Prática: Normalmente enxergamos a fé como algo totalmente subjetivo. Cremos em Deus, como sendo triuno, Pai, Filho e Espírito Santo. Temos nossa declaração de fé (o credo dos apóstolos). Cremos que, em Jesus, somos salvos, que vamos para o céu e lá viveremos por toda eternidade. Amém para tudo isso. Mas, o que essa fé produz em nossa vida diária? Para os tessalonicenses, a fé produziu muito perseguição e sofrimento. Diz o texto que eles deixaram os ídolos e se voltaram para Deus. A fé tem que ser prática. Tem que produzir resultados. O fato de crermos no que cremos, precisa trazer mudanças. Não podemos crer e continuar do mesmo jeito, fazendo as mesmas coisas. O que cremos precisa ser vivido no dia a dia. Por exemplo: Você crê que é Deus quem supre suas necessidades? Você se lembra de agradecê-lo cada vez que faz uma refeição? Seja onde estiver? Num restaurante, por exemplo?

II. Amor Atuante: O segundo sinal que Paulo destaca numa igreja modelo, é o amor dinâmico e atuante. Na verdade, o texto tem o significado de uma ação que exige muito, ou até todo esforço. Da mesma forma que a fé pode ser algo totalmente subjetivo, o amor também. Muita gente acha que amar é nutrir sentimentos pelo outro. Mas, o tipo de amor que Paulo destaca aqui é o amor “ágape”, aquele que leva a pessoa a se esforçar ao máximo por fazer algo que beneficie o outro. Esses irmãos que receberam a palavra e por aceita-la tiveram que sofrer, e muito, Também a levaram às outras cidades da Macedônia e Acaia (8). O amor que recebemos de Deus não é apenas conceitual ou sentimental, ele é prático. O que o amor de Deus tem provocado em nós? Será que amamos a ponto de deixar nosso conforto e oferecer parte do nosso tempo às pessoas necessitadas? Será que somos capazes de oferecer não apenas dinheiro, mas os dons e talentos e habilidades aos menos favorecidos? Que Deus nos ajude a seguir o modelo desta igreja e colocar nosso amor à disposição dele para alcançar os que Ele quer abençoar

III. Esperança que produz perseverança: Em terceiro lugar temos a esperança que não vacila. Esses irmãos eram perseverantes porque tinham esperança. Parece-me que sofrimento, esperança e perseverança andam sempre juntos. Vejamos Tiago 1.2-4. Os de Tessalônica sofriam porque expressavam no dia a dia sua fé em Jesus. Sofriam porque colocavam o amor ao próximo em ação. E esse sofrimento os firmava na esperança em Jesus que lhes dava mais vida, vigor e força para continuar. A esperança desses irmãos estava no fato de que um dia Jesus Cristo vai voltar e levar para o céu. Então não teremos com o que nos preocupar e apenas descansar nas promessas de Jesus. O quanto será que podemos suportar e perseverar? Em que está nossa esperança? Há um hino da Harpa Cristã que diz “nossa esperança é sua vinda, o Rei dos Reis vem nos buscar, nós aguardamos Jesus ainda até a luz da manhã raiar”. Veja Romanos 15.13.

Paulo elogia e agradece a Deus pela igreja de Tessalônica. Em sua oração, ele faz menção de três virtudes que se destacam. Essas virtudes, segundo Paulo, tornaram a igreja digna de ser imitada. Em 1 Coríntios 13.13 Paulo destaca essas mesmas virtudes. Que Deus nos ajude a praticá-las. Para Sua glória, em nome de Jesus, amém!

Tags: , Amor, Esperança, Modelo,

Veja também:

- Mensagem de 27 de Fevereiro de 2011: Como Vencer o Desânimo.

- Mensagem de 13 de Março de 2011: As Implicações do Evangelho.

- Outras Mensagens de Março de 2011.

- Outras Mensagens de Almir Aparecido Salles.

- Áudio em MP3 (39 minutos).

- Contador 895/150.

Mensagens com Temas Semelhantes:

- A Consciência Pura - 20% (26 de Setembro de 2010).

- A Fé que Crê contra a Esperança - 40% (04 de Dezembro de 2011).

- A Fé Transformadora - 40% (19 de Julho de 2009).

- A Maior e Melhor Marca - 20% (27 de Dezembro de 2015).

- A Ressurreição - 20% (05 de Abril de 2015).

- A Ressurreição de Jesus - 20% (23 de Março de 2008).

- Algumas razões para confiar e esperar em Deus - 20% (13 de Julho de 2014).

- Alguns dos Presentes de Deus - 20% (04 de Outubro de 2015).

- Aprendendo com Abraão - O Pai da Fé - 20% (09 de Agosto de 2015).

- Aprendendo Sobre Fé Com os 12 Príncipes - 20% (25 de Janeiro de 2015).

- Aproximemo-nos de Deus (4 Condições) - 20% (02 de Agosto de 2009).

- As Águas de Meribá - 20% (06 de Maio de 2012).

- Áreas de tentações - 20% (21 de Julho de 2013).

- Características de uma Pessoa Madura - 20% (15 de Fevereiro de 2009).

- Cavando Poços, Tirando Pedras e Edificando Altar - 20% (18 de Março de 2012).

- Cingindo vosso Entendimento - 20% (30 de Outubro de 2011).

- Como Davi Venceu o Gigante - 20% (19 de Julho de 2015).

- Como Demonstrar ao Mundo que Jesus Ressuscitou e está Vivo - 20% (24 de Abril de 2011).

- Conservando a Unidade do Corpo - 20% (03 de Maio de 2009).

- Convites de um Amigo - 20% (24 de Julho de 2011).

- Correndo Atrás do que é Legítimo - 40% (08 de Novembro de 2009).

- Crescendo na Prática da Fé pelo ouvir a Palavra de Deus - 20% (27 de Abril de 2014).

- Crescer em Amor - 20% (14 de Fevereiro de 2010).

- Crescer na Pratica da Fé e na Dependência de Deus - 20% (19 de Outubro de 2014).

- Definindo Onde Queremos Chegar - 20% (18 de Janeiro de 2015).

- Elementos Fundamentais Para Ser Uma Família Bem Ajustada e Consolidada que Cresce Em Amor - 20% (24 de Janeiro de 2010).

- Ergam os Olhos e Vejam - 20% (03 de Setembro de 2017).

- Fé Que Atua Pelo Amor - 20% (30 de Novembro de 2014).

- Gratidão - Expressão de Amor a Deus - 20% (18 de Dezembro de 2005).

- Instituto Amar Holiness - 20% (19 de Junho de 2005).

- Jó e a Vida Cristã - 20% (14 de Julho de 2013).

- Lançando as Redes - 20% (03 de Junho de 2007).

- Legado - 20% (10 de Agosto de 2008).

- Marcas do Verdadeiro Cristão - 20% (15 de Agosto de 2010).

- O Justo Viverá por Fé! - 20% (08 de Novembro de 2015).

- O Pão Nosso de Cada Dia Dá-nos Hoje: Aprendendo a Confiar no Senhor - 20% (25 de Março de 2012).

- O que Deus quer de mim? - 20% (08 de Março de 2009).

- Obstáculos para Exercitar o Toque de Deus - 20% (27 de Outubro de 2013).

- Olhe para as montanhas - 20% (28 de Fevereiro de 2010).

- Os "Tesouros" de Deus - 20% (15 de Novembro de 2009).

- Por que Devemos Falar de Cristo? - 20% (07 de Agosto de 2005).

- Recebendo o perdão e aprendendo a amar como Jesus - 20% (19 de Agosto de 2012).

- Revivendo Sonhos, Resgatando Esperanças - 20% (28 de Setembro de 2014).

- Ser uma família bem ajustada e consolidada que cresce em amor - 20% (07 de Fevereiro de 2010).

- Sê tu uma Bênção - 20% (29 de Julho de 2012).

- Simão, filho de João, tu me amas? - 20% (02 de Novembro de 2008).

- Tempo para todo propósito - 20% (26 de Janeiro de 2014).

- Tirando Forças da Fraqueza - 20% (09 de Dezembro de 2012).

- Transformando o Choro em Riso - 20% (10 de Julho de 2005).

- Três tipos de pessoas que servem ao Senhor - 20% (17 de Janeiro de 2010).

- Trindade e Amizade – Liberdade e Altruísmo - 20% (15 de Junho de 2008).

- Vale dos Ossos - 20% (05 de Outubro de 2014).

- Vida em Jesus - 40% (10 de Novembro de 2013).

Mensagens com o mesma passagem: (I Tessalonicenses 1)

- A Fé Transformadora (I Tessalonicenses 1:3-10)

- Imitadores e Modelos (I Tessalonicenses 1:6-7)

Comentários