Mensagens/Março de 2008

Domingo, 09 de Março de 2008 (Culto Matutino)

Requisitos para Manifestação do Poder de Deus

Eduardo Goya

Atos 8:9-25

Requisitos para Manifestação do Poder de Deus

Por Eduardo Goya

Áudio em MP3, 33 minutos

O texto de nossa pregação narra parte do ministério de Filipe em Samaria e posteriormente a chegada de Pedro e João naquele local. Um dos fatos interessantes é o relato da conversão de Simão que antes de se converter "praticava a mágica" (8:1). Em seguida o texto relata um episódio em que Simão tenta subornar Pedro e João para receber também o poder de impor as mãos para que as pessoas fossem cheias do Espírito Santo.

Este episódio nos leva a refletir sobre duas questões importantes. O primeiro é o desejo constante do ser humano em ter o controle na mão, mesmo em se tratando de Deus. Veja o cenário das igrejas em nossos dias e também no transcorrer de toda história. Sucessivas vezes vemos pessoas ou entidades tentando de alguma forma ter o controle sobre a manifestação do poder de Deus, ou mesmo até controlar as ações de Deus. A segunda, decorrente natural da primeira, nos leva a indagar de onde vem a capacidade de manifestar ou exercer o poder de Deus. Certamente que Deus é a fonte do poder, como afirmou Pedro em Atos 3:12-16, e ali mesmo ele nos mostra que pela fé recebemos a manifestação do poder de Deus (v.16).

No entanto, a "síndrome de Simão" é mais relevante e importante do possamos pensar. Veja que coisa tremenda está relatada em Atos 5:15, onde é dito que as pessoas enfermas eram colocadas em macas pelas ruas para que quando Pedro passasse pelo menos sua sombra se projetasse sobre eles. Não é intrigante isso? Por que Pedro tinha este poder todo? Vem de Deus, mas o que aconteceu na vida de Pedro para que fosse desta forma.

Olhando para os evangelhos vemos um Pedro afoito, precipitado, medroso, covarde..., nada parecido com este Pedro do livro de Atos. Olhando para o contexto do que aconteceu na vida de Pedro e João nos primeiros capítulos de Atos notamos alguns fatos importantes relacionados com a questão da manifestação do poder de Deus. Creio serem estes os "Requisitos para a manifestação do poder de Deus".

I. Experiência no dia de Pentecoste - Descida do Espírito Santo (Atos 2:1-4)

Estamos falando aqui da experiência que os 120 discípulos experimentaram no dia de Pentescostes, e daí vem o nome de pentecostal.

Naquele dia aquelas 120 pessoas tiveram uma experiência especial do mover de Deus em suas vidas que não seria mais a mesma a partir daquele dia.

Esta experiência está relacionada com:

  1. A promessa de Atos 1:8 e Lucas 24:49 - Permanecei e recebereis poder.
  2. A perseverança de aguardar a promessa (2:1)


A igreja Holiness como uma igreja de doutrina "Wesley-Arminiana" crê no que chamamos de segunda benção. Cremos que o crente depois de nascido de novo, depois de sua conversão, deve ter uma experiência pessoal com o Espírito Santo que é chamado de "batismo com o Espírito Santo" ou "ser cheio do Espírito Santo". Neste sentido somos literalmente "pentecostais", no sentido de que cremos na atualidade da promessa de Atos 1:8.

II. Vida de oração e perseverança na Palavra

1:16 - "convinha que se cumprisse a Escritura..."

1:24 - "E, orando,..."

2:16 - "Mas o que ocorre é o que foi dito por intermédio do profeta Joel:"

2:42 - "E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão... e nas orações."

3:1 - "Pedro e João subiam ao templo para a oração da hora nona."

3:22 - "Disse, na verdade, Moisés:..."

3:24 - "E todos os profetas, a começar com Samuel,..."

4:24 - "Ouvindo isto, unânimes, levantaram a voz a Deus e disseram..."

6:7 - "Crescia a palavra de Deus..."

7:1-53 - Defesa de Estevão demonstra profundo conhecimento da Palavra de Deus

III. Senso de missão - "Sereis minhas testemunhas"

2:40 - "Com muitas outras palavras deu testemunho e exortava-os..."

3:19 - "Arrependei-vos, pois, e convertei-vos..."

4:8 - "Então, Pedro, cheio do Espírito Santo..."

4:18-20 - Diante da ameaça afirmam ser imperativo continuarem a pregar o evangelho

4:29 - "... concede aos teus servos que anunciem com toda intrepidez a tua palavra,..."

4:31 - "... todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus."

5:28 - "... contudo, enchestes Jerusalém de vossa doutrina..."

5:42 - "E todos os dias... não cessavam de ensinar e de pregar Jesus, o Cristo."

8:4 - "Entrementes, os que foram dispersos iam por toda parte pregando a palavra."

CONCLUSÃO

Muitas vezes me vejo lutando dentro de mim para não desejar aquilo que Simão desejou. Na verdade corremos o risco de querer a mesma coisa e neste sentido todos temos algo de Simão dentro de nosso coração.

Os requisitos para manifestação do poder de Deus no entanto, são claros: Pentecostes, Vida de Oração e Palavra, e Senso claro de missão. Encorajo, a começar comigo, a buscarmos juntos essa manifestação por meio dos requisitos apresentados pela Palavra estudada nesta manhã.

Tags: Poder, Espírito, Pentecoste, Promessa, Perseverança,

Veja também:

- Mensagem de 02 de Março de 2008: Maria Madalena Entre o Sepulcro e o Jardim.

- Mensagem de 16 de Março de 2008: Como aje o Espírito Santo.

- Outras Mensagens de Março de 2008.

- Outras Mensagens de Eduardo Goya.

- Áudio em MP3 (33 minutos).

- Contador 1626/195.

Mensagens com Temas Semelhantes:

- Doutrina do Espírito Santo 1/3 - 33.3% (31 de Julho de 2004).

- Doutrina do Espírito Santo 2/3 - 33.3% (07 de Agosto de 2004).

- Doutrina do Espírito Santo 3/3 - 33.3% (14 de Agosto de 2004).

Mensagens com o mesma passagem: (Atos 8)

- Regatando a Utopia do Evangelho (Atos 8:1-4)